Doenças psicossomáticas são aquelas relacionadas a emoções, sentimentos e pensamentos

A palavra “psicossomática” é formada pela junção de duas palavras gregas: psique (que significa alma) e soma (corpo). Uma doença psicossomática, portanto, não afeta apenas o corpo: ela tem origem na alma e no psicológico, podendo causar sintomas e doenças físicas.

As doenças psicossomáticas estão relacionadas a emoções, sentimentos e pensamentos — que podem estar em desequilíbrio por diversos fatores, como traumas não superados e estresse. Esse tipo de problema acaba se manifestando também no corpo, por meio de dores e doenças físicas.

Origem das doenças psicossomáticas

Inteligência Emocional considera que todas as doenças, tanto físicas quanto psicossomáticas, são originadas pelas emoções e pelo desequilíbrio psicológico.

Doenças são manifestações do inconsciente, que precisa sinalizar questões internas mal resolvidas: alguma emoção em deficiência ou excesso, ausência de reação para determinada situação, resistência às mudanças ou padrões limitantes de comportamento são alguns fatores que levam ao desequilíbrio emocional.

O que são doenças?

Tudo é energia, inclusive as doenças. A energia só entra em espaços vazios, e o desenvolvimento de doenças está diretamente relacionado ao vazio interior: cada vazio é uma brecha para uma doença se alojar.

O vazio interior tem origem ainda na gestação, quando o bebê em desenvolvimento sente todos os medos da mãe. Ao longo de sua vida, essa criança passa por diversas situações em que se sente abandonado ou machucado. Caso esses sentimentos negativos não sejam preenchidos com outro tipo de energia, as doenças acabam dominando a pessoa.

Ferramentas emocionais para se proteger de doenças

– Conheça sua história de vida e descubra quais padrões lhe fazem adoecer. Ressignifique as histórias de dor com terapia;

– Conheça a história de vida dos seus pais, de modo a compreender tudo de positivo e negativo eles transmitiram a você. Devolva a eles tudo o que não é seu;

– Relacione sua doença com a parte do corpo ou função afetada, percebendo o que ela quer sinalizar. Exemplo: uma dor de garganta pode significar que você engoliu alguma situação indesejável ou deixou de falar algo que estava entalado;

– Faça por você o que faz pelos outros: cuide-se e aprenda a pedir ajuda, colocando-se sempre em primeiro lugar;

– Reveja seus traumas, perdoe as pessoas que lhe machucaram e liberte-se.

Inteligência Emocional: liberte-se do que te faz adoecer

A cura para qualquer doença está dentro de você, e pode ser alcançada por meio da compreensão da sua história de vida. Um dos caminhos mais eficazes para se proteger das doenças e preencher os vazios emocionais é o desenvolvimento da Inteligência Emocional. Aprenda a cuidar das suas emoções e tenha uma vida equilibrada e saudável.

18 total views, 1 views today

Vitorina Lago

Possui graduação em Pedagogia pela universidade estadual vale do acaraú, especialista em Pedagogia Escolar: administração, orientação e supervisão, Pós graduanda em Neuropsicopedagogia Clínica e Institucional, atuou como vice-diretora da escola São Francisco das Chagas de 2013 a 2015, orientadora de estudos do Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa - Pnaic - MEC, de 2013 a 2016, professora concursada da Prefeitura Municipal de Itaituba, diretora do Centro Infantil Pequeno Príncipe de 2015 A 2017, atualmente Professora de Apoio Especializado na escola Professora Maria Oliveira de Mendonça e Supervisora no Programa Institucional de Iniciação à Docência- Pibid.

Deixe uma resposta

Hora Mais WhatsApp Chat
Chame via WhatsApp